Acesso à informação

Serviços  

   

Artigos e Publicações  

   

Artigos

Projeto Dom Helder participa de Exposição agropecuária

Detalhes

 

Entre 20 e 24 de novembro de 2013, foi realizada em Nossa Senhora da Glória, em Sergipe, a 32ª Exposição agropecuária da região Norte do Estado. 28 agricultores (as) familiares de 13 comunidades e assentamentos atendidos pelo Projeto Dom Helder Camara, juntamente com suas parceiras de execução no território do Alto Sertão sergipano – SASAC, CDJBC, ICEFASE, ULSOL E FETASE –, compuseram o “Pavilhão da Agricultura familiar” da exposição, com o apoio do governo do estado através da Secretaria estadual da Agricultura e FETASE. O evento acontece anualmente com o objetivo de mostrar o potencial do município nas áreas da pecuária e agroecologia.


Estudantes visitam feira da agricultura familiarEstudantes visitam feira da agricultura familiarNo pavilhão da agricultura familiar, foram distribuídos 09 standes em 03 temáticas. O espaço da “Lanchonete da Agricultura Familiar” continha três barracas da feira da agricultura familiar para exposição de hortas e frutas. Mesmo num período de seca, as famílias comercializaram diversos produtos, como alface, coentro, cebolinha, couve, pimentão, tomate, berinjela, rúcula, macaxeira, mamão, graviola, cana, pimentinha, banana, entre outros.


Agricultora em stand de Produtos BeneficiadosAgricultora em stand de Produtos BeneficiadosNo stand denominado “Produtos beneficiados”, 02 grupos de mulheres – Sonhos de Mel, do Assentamento Nova Canadá, e Mulheres Resgatando Sua História, da comunidade Lagoa da Volta – exibiram pães, biscoitos e balas a base de mel, mel, geleias de frutas, compotas de umbu, picles, balas de banana com recheio de leite condensado, molho de tomate, catchup caseiro, biscoitos caseiros doces e salgados diversos.

 


Agricultoras exibem suas rendasAgricultoras exibem suas rendas06 grupos de mulheres compuseram os stands “Mulheres Fortes, trabalhos delicados”, com seus bordados belíssimos de rendendê, ponto cruz, ponto russo e outros compondo toda linha de cama, mesa e banho, bonecas, chaveiros e peso de porta. 


No stand denominado “Tecnologias Sociais para o desenvolvimento rural sustentável no Semiárido”, o Projeto Dom Helder Camara e as organizações parcerias apresentaram as experiências com sementes crioulas, manejo da caatinga, biodigestor, ecofogão, projeto de forragem, Projeto de Melhoramento Genético, receitas de sais proteinado e mineral, receita de ração para aves, fenação, produção de húmus.


Agricultor apresenta sua receita de sal protéicoAgricultor apresenta sua receita de sal protéicoA lanchonete da agricultura familiar foi composta pelos grupos de mulheres que passaram por cursos de beneficiamento realizados em parceria com o SEBRAE. As agricultoras, além dos cursos, também foram beneficiadas com minicozinhas estruturadas com ecofogão, freezer, e equipamentos básicos para beneficiamento de sua produção de frutas e hortaliças. Além delas, 04 jovens do grupo de Mulheres Resgatando Sua História fizeram parte da cozinha, levando bolos de moringa com amendoim, cenoura, tapiocas feitas na hora com recheios que elas mesmas produzem na sua localidade. O grupo da associação Progresso, trouxe sua produção de bolos de puba seca com recheio de banana, doces de batata de umbu com goiaba, doce de acerola, bolo de maracujá, goiabada cascão, manaê de milho. Além das comidas, foi disponibilizado umbuzada e diversos tipos de sucos.


Agricultor Humberto de Oliveira com animal premiadoAgricultor Humberto de Oliveira com animal premiadoO agricultor Humberto de Oliveira, do Assentamento Cachoeirinha I, levou seus animais para concorrer a premiações, nas quais levou o título de “Campeão Ovino Adulto da Raça Santa Inês” e foi reservado ao título de “Grande Campeão da Raça Santa Inês”, ficando em segundo lugar. Durante o evento, o agricultor recebeu a encomenda de 10 matrizes a R$ 600,00 cada uma, gerando uma renda de R$ 6.000,00. Os agricultores do Assentamento Cachoeirinha I / Gararu –SE foram contemplados em meados de 2012 com um Projeto de ovinos. Foram 135 ovelhas e 04 reprodutores, sendo 02 da raça dopper e 02 da raça Santa Inês para 27 agricultores, ou seja, 05 matrizes para cada agricultor.


Agricultor apresenta experiência para visitantesAgricultor apresenta experiência para visitantesSegundo a supervisora do Território Sertão Sergipano, Tatiana Souza, a exposição foi um sucesso: “As agricultoras, além de expor o resultado do seu trabalho, divulgando-o puderam comercializar diretamente e entregarem seus cartões de visitas para vendas posteriores dos produtos. A lanchonete, com lanches deliciosos, variados e saudáveis, foi sensação e sucesso de venda”, destacou.

 

 

   

Galeria de Imagens  

   
   
© Projeto Dom Helder Camara