Acesso à informação

Serviços  

   

Artigos e Publicações  

   

Artigos

Feira Agroecológica de Araripina celebra nove anos de existência

Detalhes

Dia 09 de fevereiro é considerado a data oficial da inauguração da Feira Agroecológica de Araripina. Para comemorar esse momento importante para a agricultura familiar da região, no último dia 22, foi celebrado o nono aniversário da feira, que é realizada no hortifrutigranjeiro da cidade e conta com o apoio do Projeto Dom Helder Camara (PDHC) e União Europeia. Consumidores, agricultores e representantes do Centro de Habilitação e Apoio ao Pequeno Agricultor do Araripe (Chapada) – organização que assessora a feira, participaram da festividade e contribuíram na divulgação dos produtos agroecológicos. 

 

A comemoração contou com uma apresentação cultural do Projeto Música em Cena, que é composto por crianças do Centro de Referência e Assistente Social (CRAES), distribuição de brindes, além de uma cesta recheada de produtos agroecológicos doados pelos feirantes. Ainda durante o aniversário, agricultores/as e técnicos puderam participar ao vivo do programa de rádio do Chapada, o Sabedoria Sertaneja. O clima de festejo chamou a atenção de quem passava para conhecer a diversidade oferecida na Feira Agroecológica. 

 

“A feira é uma conquista coletiva não só por ser um espaço de comercialização de produtos agroecológicos, mas também por ser um espaço de socialização de experiências e conscientização. Os/as agricultores/as constroem relações de companheirismo entre si e confiança com os consumidores. Além de vender saúde, as famílias envolvidas na feira têm suas vidas transformadas a partir da segurança alimentar e geração de renda”, reforça o coordenador técnico do Chapada, Alexandre Pereira.

 

Feira Agroecológica de Araripina 

 

A feira foi criada em 2004 pelo Chapada e por agricultores/as que desejavam comercializar o excedente da produção para a população em geral. As famílias têm assessoria técnica da entidade, e produzem alimentos sem o uso de insumos químicos, na perspectiva da preservação ambiental. Ela acontece todas às sextas-feiras, a partir das 16h, e aos sábados, a partir das 6h. Na feira é encontrada uma variedade de frutas e verduras, além de bolos, goma, mel e até artesanato. 

 

 Por Arméle Dornelas e Mariana Landim – Assessoria de Comunicação do Chapada

   

Galeria de Imagens  

   
   
© Projeto Dom Helder Camara