Acesso à informação

Serviços  

   

Artigos e Publicações  

   

Artigos

Ministro lança Plano Safra Semiárido e destaca ação do Dom Helder

Detalhes

 

dsc08594Ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, lançou o Plano Safra Semiárido nesta sexta-feira (2), em Recife (PE). As ações asseguram aos agricultores da região maior capacidade de investimento, inovação tecnológica e segurança para produzir.

 

O volume de recursos do Plano Safra Semiário em 2013 e 2014 é de R$ 7 bilhões, sendo R$ 4 bilhões destinados aos pequenos agricultores familiares do semiárido de nove estados, dos quais R$ 1,3 bilhão são para a aquisição de alimentos para as famílias e merenda. Os outros R$ 3 bilhões serão disponibilizados para os grandes e médios produtores. Entre as medidas do plano está a renegociação de dívidas com os bancos e a manutenção dos planos emergenciais nas cidades em que a chuva ainda não chegou.

 

Em Pernambuco, serão destinados cerca de R$ 700 milhões para ajudar as famílias de agricultores e pecuaristas que tiveram prejuízos na lavoura e criação de animais no interior do estado. Agricultores familiares podem conseguir até R$ 150 mil de crédito. Para garantir o benefício, o pequeno, médio e grande produtor deve procurar o seu sindicato ou agência bancária. Para as operações de custeio, os juros são de 1% a 3%, ao ano – nas demais regiões, os juros variam entre 1,5% a 3,5%. Já os contratos de investimento, são fixados com juros de 1% a 1,5%, ao ano – as taxas para o resto do país ficam entre 1% e 2%.

 

Para o ministro, o trabalho deve ser realizado em conjunto com a União, estado, município e, principalmente, agricultor. "O pessoal perdeu a cultura de produzir, no período chuvoso, alimento para o animal e reservar água. Nós temos várias tecnologias: a Embrapa, a Articulação com o Semiárido e o Projeto Dom Helder Camara desenvolveram tecnologias que permitem ao agricultor, durante o período chuvoso, reservar a água e produzir forragem para os animais", afirmou, em entrevista ao programa Bom Dia Pernambuco, da Rede Globo de Televisão.

 

No Semiárido estão 1,6 milhão de produtores rurais. Destes, 1,5 milhão são agricultores familiares, que recebem, a partir desta safra, incentivo para avançar nos sistemas produtivos adaptados ao Semiárido, na segurança hídrica e na garantia de alimentação animal.

 

Uma das novidades do Plano é a possibilidade da compra de alimentação animal pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). “Em situações de emergência, o PAA passa a ser admitido para a compra de alimentação para os animais, além de mudas e sementes para a produção de forragens. Essa é uma importante modificação que nós estamos fazendo”, explica. O Governo Federal também vai ampliar a cota para o Garantia-Safra. A expectativa é atender 1,2 milhão de agricultores familiares na safra 2013/2014.

 

Assista a entrevista do ministro Pepe Vargas ao Bom Dia Pernambuco aqui.

 

Foto: Lorena Aquino/G1

 

   

Galeria de Imagens  

   
   
© Projeto Dom Helder Camara