Acesso à informação

Serviços  

   

Artigos e Publicações  

   

Artigos

Projeto vê distância da transchapadão

Detalhes

Apodi – Uma equipe do Fórum de Entidades Representativas da Sociedade Apodiense (FERSA) acompanhou, na tarde do último sábado, 15, o engenheiro, especialista em irrigação, José Wilson Tavares, durante a elaboração do croqui da atual estrada que liga o Rio Grande do Norte ao Ceará, denominada Transchapadão. O trabalho consiste em delimitar o território, medindo a extensão da estrada com auxílio de Sistema de Posicionamento Global (GPS), para definir o número exato de quilômetros que ficará para cada estrada.


Com o auxílio do Projeto Dom Helder Câmara, a medição durou toda a tarde e o resultado foi divulgado na manhã de domingo. De acordo com as coordenadas, o trecho que compete ao Rio Grande do Norte, que liga o distrito de Soledade à divisa com o Ceará, é de exatos 18. 551,71km, e não 20km como estava estimado. Isso se o trecho passar pelo Projeto de Assentamento Aurora da Serra, a 6km de Soledade.


Outra alternativa seria desviar, após o encerramento da vila, que fica na comunidade de Visão, seguindo numa estrada direta até à divisa. Há também a possibilidade de se construir o trecho pela estrada velha, seguindo até o sítio Baixa do Tubarão, saindo na comunidade de Lajes do Meio, por onde, muito tempo, os veículos fizeram o trecho entre Tabuleiro do Norte (CE) e Apodi.


A dúvida, segundo os integrantes do Fórum, é quanto à localização exata da divisa entre os dois estados. Segundo informou o agricultor Luis de Joca, as coordenadas da Petrobras, que tem realizado pesquisas recentes na área, indicam que a comunidade de Laje Feia, até onde foi medido, pertence ao RN, isso se baseando nos dados do GPS.


Mas, o que está marcado indica que os limites se encontram dentro da comunidade de Laje do Meio, dois quilômetros e meio antes do que deveria ser. Dessa feita, o RN só precisaria construir 16km de estrada. Um fato curioso é que ao longo dos anos o Estado cearense avançou cada vez mais o seu território. Além dessa diferença de quase três quilômetros, uma antiga pedra, colocada na década de 1990, indicava a fronteira, porém, hoje existe mais um avanço de mais de cem metros.


Os próprios moradores de ambas as localidades têm dúvidas quanto ao local exato da separação dos estados. Segundo o agricultor João Gato, há alguns anos existia um marco registrando a divisa na Laje Feia, mas que foi retirada depois. “Não sei aonde é exatamente a divisão de terras, sei que, da metade da Laje do Meio pra lá, quem tem terra paga imposto no Ceará”, disse João.


A equipe do Fórum de Entidades vai contar com o auxílio do prefeito de Tabuleiro do Norte, Raimundo Dinarte, para achar o ponto exato da junção dos dois estados. A preocupação tem haver com o projeto que irá apresentar aos governadores o trecho exato que eles precisam para interligar os dois municípios.

 

Trabalho será entregue ao governador do Ceará


O croqui da estrada Transchapadão será entregue em mãos ao governador do estado do Ceará, Cid Gomes (PSB), através do prefeito de Limoeiro do Norte (CE), e presidente da Associação dos Prefeitos do Ceará (APRECE), João Dilmar, que se encontrarão em audiência essa semana. O prefeito irá solicitar ao governador que encaminhe o estudo a sua colega de partido, Wilma de Faria, no sentido de adiantar as negociações quanto à realização da obra.


Segundo João Dilmar, a Transchapadão é de interesse do Ceará, e que fará o possível para que a execução dos serviços aconteça o quanto antes. “Temos boa proximidade com o governador e acreditamos que isso ajudará na liberação dos recursos necessários para a construção da estrada. Esse é um projeto muito pequeno que pode trazer muitos frutos para ambos os territórios”, disse Dilmar.


A Transchapadão é um pleito do Fórum de Entidades de Apodi, que tem como finalidade aproximar o Ceará do Rio Grande do Norte, a partir de uma estrada que já foi iniciada nos dois estados, faltando apenas 20km para ambas às partes, que vai da última comunidade asfaltada até à divisa. Esse projeto ligará os distritos de Soledade (RN), onde está situado o segundo sítio arqueológico mais importante do País, ao distrito de Olho D’água da Bica (CE), onde acontece a terceira maior romaria do Ceará.

   

Galeria de Imagens  

   
   
© Projeto Dom Helder Camara