Acesso à informação

Serviços  

   

Artigos e Publicações  

   

Artigos

MDA destaca integração de políticas públicas no Semiárido

Detalhes

 

As mudanças na vida do agricultor familiar Francisco Avelino Costa de Melo, morador do Sertão do Apodi (RN), após o acesso a várias políticas públicas e à assessoria do Projeto Dom Helder Camara (PDHC), foram destaque num vídeo produzido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), na apresentação do Plano Safra 2014/2015. O agricultor, que hoje comercializa mel para os mercados institucionais, enumera suas conquistas, provando que é possível viver bem e com dignidade a partir da agricultura familiar no Semiárido.

 

A primeira conquista foi a terra que, antes seca e improdutiva, hoje é o lar de famílias assentadas da reforma agrária, como a sua. Vivendo anteriormente numa casa de taipa, Francisco destaca no vídeo que a casa própria, de alvenaria, é algo inimaginável para sua família. “Conseguimos o recurso da casa pelo Incra. Pra quem morava numa casa de taipa com as portas de talo, foi uma grande mudança”, afirmou.

 

“A assistência técnica do Projeto Dom Helder, principalmente, que sempre esteve com a gente, nos deu a oportunidade de descobrir o que a gente tinha aqui de melhor, para explorar”, comenta Francisco, que hoje cultiva feijão, milho e batata doce. A produção de mel foi apoiada pelo PDHC e Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), sendo hoje comercializada para mercados institucionais, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Educação Escolar (PNAE). Todos os anos, o Plano Safra da Agricultura Familiar incentiva famílias agricultoras com acesso ao crédito rural e com o incentivo à comercialização. “São grandes projetos que fazem uma grande diferença para a agricultura familiar”, afirma o agricultor.

 

Dentre as políticas públicas a que teve acesso, Francisco destaca o Pronaf A, que lhe deu oportunidade de investir na criação de ovelhas e na apicultura; o Pronaf Estiagem, que lhe permitiu fazer mais investimentos; e o Seguro-Safra, um dos planos que ameniza as dificuldades oriundas da estiagem. Para o abastecimento de água, que sempre foi um grande entrave na região, o agricultor acessou as cisternas de 16 mil litros, que lhe proporciona água de beber de qualidade, além de programas do governo, como os caminhões-pipa do PAC II.

 

“Hoje a agricultura familiar é transformadora. Ela realmente vem se consolidando, dando oportunidade para que você consiga seu sustento, para que você consiga viver melhor, viver com dignidade, é o que todos e todas querem”, conclui.

 

Assista ao vídeo na íntegra clicando aqui.

 

   

Galeria de Imagens  

   
   
© Projeto Dom Helder Camara